O que é PBN? Como criar uma Private Blog Network – Guia Completo

O que é PBN?

Neste artigo decidi escrever sobre um tópico que divide grande parte da comunidade de SEO e explicar, de uma vez por todas: o que é PBN?

Irei abordar o uso de técnicas Grey Hat mais precisamente Private Blog Networks ou mais conhecido pela sigla PBN e explicar todos os benefícios e riscos.

A partir do momento em que assisti a uma palestra sobre Grey Hat SEO, de como usar PBNs por Craig Campbell, no Brighton SEO, achei que faria sentido partilhar este conteúdo com a comunidade de SEO em Portugal. Existem muitas pessoas a favor, bem como pessoas contra, por isso deixo a liberdade de cada um de vocês julgar e escolher se querem utilizar ou não.

O que é PBN?

PBN (ou Private Blog Network) é uma rede de websites autoritários (bom backlink profile) que é utilizada para criar links para o seu website principal, com o propósito de posicionar melhor o seu website no motor de busca do Google.

O site principal do seu negócio é aquele que gera dinheiro, é o seu money site.

Todos os outros sites de apoio, que são criados com o intuito de fortalecer o seu site principal com o envio de link juice, ao invés de gerar receita de forma directa, são chamados de PBN.

Um detalhe muito importante: estes websites não podem ter links entre eles -de qualquer tipo. A ideia e parecer que estes websites/links não sejam relacionados entre eles.

O que é PBN?

Porque é que há pessoas contra esta técnica

O uso de PBNs é contra as boas práticas recomendadas pelo Google e se descobertas podem levar a uma penalização do website por criação de links não naturais.

Por esta altura está a questionar-se: Devo ou não usar PBN? Como referi depende muito da sua opinião sobre este tema.

Se se está a questionar se PBN funciona… A resposta é: Funciona! Senão funcionasse, o Google não tentaria penalizar quem utiliza este método.

Já foi mais fácil de criar PBNs. Cada vez é mais complicado de criar PBN de forma a passar essa autoridade e por vezes torna-se difícil de encontrar domínios com um bom backlink profile, uma vez que esta técnica é tão utilizada e tantas pessoas procuraram estes domínios.

Portanto, devera medir se o risco e o ROI para saber se realmente será benéfico o uso destes sites secundários de apoio.

São só pequenos websites que usam PBN

Não. Já vi marcas grandes a utiliza-los nas suas técnicas de backlink. Obviamente não utilizam apenas esta técnica mas faz parte das suas estratégias.

Outra das razões pela qual as empresas recorrem a Private Blog Networks é porque existem nichos de mercado para os quais é bastante difícil de criar links de forma natural.

São exemplos o Gambling, Casinos, Loans, etc…

Outra das razões pelas quais pode querer criar PBNs é para fazer gestão de reputação. Por vezes, há um resultado na  SERP do Google negativo para o seu negócio, e torna-se necessário que ele caia algumas posições, sendo ultrapassado por sites que nós controlamos.

Como criar uma Private Blog Network

O primeiro passo para criar uma PBN é escolher um produto, construir um money site para divulgar o produto ou serviço. Depois, construir um PBN de qualidade para passar links de qualidade para o money site e fazê-lo rankear nas primeiras posições do google.

Que métricas devo utilizar para escolher bons domínios?

Como saber se um site é bom para PBN? Métricas como DA ou o DR são boas para nos darem uma ideia sobre o domínio, contudo não deixam de ser uma “third party metric” e não uma métrica da própria Google.

Muitas vezes não são precisas, dando-nos uma ideia não realista se irá influenciar positivamente as nossas posições no motor de busca.

No que nos devemos realmente focar:

  • Referring Domains – Mostra quando websites tem um link para o seu domínio
  • Backlinks  – Número de backlinks que o website tem para o seu domínio, por exemplo 1 referring domain pode ter 3,5, 10 backlinks a apontar para o seu website.
  • Anchor Text do Domínio para PBN  – Texto que foi utilizado para linkar para o domínio, tente escolher que maior parte da anchor text seja o nome da marca ou o domínio e não muitas exact match anchor text ou spam.

Para estas métricas recomendo utilizar a ferramenta AHRefs pois e a que normalmente possui uma database com maior numero de backlinks/referring domains para cada domínio.

Tipos de domínios e onde os encontrar:

  • Expired Domains: Um domínio que foi deixado expirar e que esta disponível para registar em qualquer registrar a preço de registo.

Para os encontrar devera usar uma ferramenta de scraping como por exemplo:

PBNLab

Domain Hunter Gatherer

Estes tipo de serviços irá trazer bastantes resultados que deverão ser analisados posteriormente manualmente para obter o melhor domínio possível.

  • Backorder Domains: Um Backorder domínio e basicamente um expired domain, a diferença é que neste tipo de serviços (backorder service) vocês estão a tentar adquirir o domínio antes de este expirar. Ou seja, estes serviços vão tentar adquirir o domínio assim que este fique disponível para registo, para aumentar as chances de o adquirir deverá tentar comprar o domínio através de diferentes serviços de backordering.

Namejet

Dynadot

Snapnames

  • Auction Domains ou Non Expired Domains: Normalmente estes domínios mantém a idade do domínio pois está a ser vendido antes de expirar e muitas das vezes e onde se encontra domínios com o melhor backlink profile obviamente isto ira influenciar o preço do domínio.  Para encontrar este tipo de domínios devera usar um domain broker ou então um site que permita comprar Auction Domains.

SERPChampion

TBSolutions

Hosting / Alojamento para o Domínio

Agora que já possuem o domínio/domínios é hora de encontrar um alojamento para os seus PBNs.

Para prevenir que a Google ou atá a sua concorrência encontre todos os websites por razões óbvias deverá coloca-los em diferentes hosting, pode fazer isto de duas maneiras: comprar planos de hosting em diferentes empresas ou então recorrer a serviços como os listados abaixo, em que cada domínio adicionado irá estar alojado num hosting diferente e com um IP diferente.

EasyBlogNetworks
BulkBuyHosting
GoPBN

Criar o website

Agora que já tem domínio e alojamento, chega a parte de criar o website, para isto poderá criar em html ou mais simples ainda, simplesmente utilizar Softaculous auto instalar que vem no CPanel do seu hosting e criar um website em WordPress.

Este website mesmo sendo um PBN deverá parecer um website totalmente legitimo com Logotipo, “Sobre nós”, “Contactos”, etc… Mas também perfil nas redes sociais, quando possível.

Cada um destes PBNs deverá parecer diferente em termos de WordPress Theme, plugins, imagens e conteúdo para não haver footprints em caso de uma inspecção manual da Google.

Uma dica: em caso de utilizarem um expired domain, podem manter o mesmo tópico/nicho e se possível parte do conteúdo antigo do website que poderão encontrar muitas das vezes no serviço wayback archive.

o que é PBN,Wayback Archive

Se o domínio que escolheram tinha uma página, por exemplo, exemplo.com/servicos, e essa página possui links que apontam para ela (podem ver isto através do Ahrefs, Pages-Best by Links) deverão reconstruir essa mesma página para reter o máximo de link equity possível.

Ahrefs Pages Best By Links

Outro factor importante e que o WordPress theme mostre os posts completos na homepage pois será de onde iremos linkar para o nosso website pois á a página que possui mais link equity ou link juice.

Linkar ao vosso Money Website

  • Criem um novo post para linkar aos vossos money websites, este post deverá ser dentro do tópico do PBN e do Money Website.
  • Não criar mais do que dois links por cada money website no mesmo PBN.
  • Não linkar a mais do que 8 money websites muito menos se estes estiverem dentro da mesma Google Search Console ou servidor.
  • Linkar a sites autoritários.
  • O post deverá ser o mais completo possível, pelo menos 500 palavras e incluir imagens.

Escolher o Anchor Text do link

A forma que recomendo é fazer “reverse engineer” aos websites nas posições top 10 do motor de busca, para que possam ter uma ideia do número de “referring domains” e também de “anchor text” para que possam “imitar” o padrão de percentages de brand anchor text, url e “target anchor text”.

Senão, e por via das dúvidas, utilizem brand anchor text ou url.

Bot Blocking

Um PBN não deverá ser privado aos olhos do Google, pois precisamos que este veja os links que criamos.

Contudo, a ideia da PBN é que seja privada para o resto das pessoas. Especialmente para a vossa concorrência.

Normalmente, quando estamos a analisar a concorrência utilizamos ferramentas como Majestic, OpenSiteExplorer da Moz ou Ahrefs para ver os links que estes possuem.

Contudo, é possível esconder os vossos PBNs de aparecer nestas ferramentas através de “bot blocking”, quer seja através de código no ficheiro do htaccess ou de plugins de WordPress, como o Spider Blocker e StopBadBots.

Basicamente é isto.

Não é nada de muito complicado de criar.

Espero que este post vos ajude com dúvidas que possam ter, se ao lerem o post tiverem alguma dúvida, não hesitem em colocar nos comentários.

O SEO para mim é um desafio em que sei, à partida, que vou perder para os motores de busca. Mas até o dia em que deitarei a toalha ao chão irei somando pequenas vitórias em batalhas travadas através de conteúdo, links e brand awareness.

Guia para Gestão da Reputação Online – Como remover resultados negativos em motores de busca

Reputação Online Mobile

A Gestão da Reputação Online (ou na sigla inglesa, ORM) é imperativa nos dias que correm. Cada vez mais, tomamos decisões baseadas no que encontramos online sobre determinada pessoa, empresa ou produto. Estes resultados podem influenciar na compra de certos produtos ou serviços, oportunidades de emprego ou confiança sobre determinada pessoa.

A evolução da internet trouxe imensos aspectos positivos, um deles a liberdade com que podemos expressar a nossa opinião através de redes sociais ou websites, assim também como comentários e avaliações.

Contudo, por vezes, esses aspectos podem não ser assim tão positivos, porque esta liberdade também permite que as pessoas digam o que querem sobre si ou o seu negócio independentemente se é verdadeira ou falsa essa informação.

Outra desvantagem é que tudo o que seja publicado online é guardado permanentemente.

Quando se aperceber de algum conteúdo negativo online, quer seja através de redes sociais ou em pesquisas orgânicas, não reaja de imediato com um comentário ou email desagradável. É provável que vá piorar a situação.

Como remover resultados negativos do Google

A melhor forma de remover um link do Google, ou seja, remover conteúdo de um motor de busca, é removê-lo completamente da internet, (seja através de contacto directo com a pessoa que o publicou e que tenha a possibilidade de removê-lo ou através do contacto do website em que foi publicado). Isto significa que o motor de busca não poderá mostrar nunca mais esse resultado.

Existe também a possibilidade de remover certos resultados do Google por razões legais, contudo nem sempre isto é possível.

As restantes técnicas que irei mencionar e explicar assumem que não existe qualquer tipo de forma de remover o resultado do motor de busca. Sendo este o caso, a única possibilidade que temos é fazer com que esse resultado seja “empurrado” o mais para baixo possível nos resultados, de preferência que apareça na segunda ou terceira página do Google.

Remover conteúdo desatualizado

Se o conteúdo foi excluído de um site, mas ainda é exibido nos resultados da pesquisa do Google, é possível que o cache ou a descrição da página estejam descatualizados. Para solicitar ao Google a remoção de conteúdo desactualizado:

  1. Acesse a página Remover conteúdo desactualizado.
  2. Digite o URL (endereço da Web) da página que apresenta o conteúdo desatualizado que você deseja remover.
  3. Seleccione Solicitar Remoção.

Verifique o status da sua solicitação na página Remover conteúdo desactualizado.

Remover informações do Google

É possível pedir ao Google para remover dos resultados de pesquisa do Google as suas informações pessoais confidenciais, como seu número de conta bancária ou uma imagem da sua assinatura manuscrita.

O que o Google removerá

Consulte as Políticas de remoção do Google para saber quais informações o Google removerá. Para remover uma foto, um link para um perfil ou uma página da Web dos resultados da Pesquisa Google, geralmente é necessário pedir ao proprietário do website (webmaster) para remover as informações.

Ferramentas para monitorização de resultados:

As 3 Tools de monitorização mencionadas em baixo têm objectivos diferentes e pode não ser necessário utilizá-las todas.

SERPWoo

Esta ferramenta funciona basicamente da mesma forma que qualquer outro “keyword tracker”, contudo, tem algumas particularidades que a tornam especial e facilitam bastante o trabalho de monitorizar os resultados orgânicos para ORM.

Uma das grandes vantagens é que não estamos limitados a monitorizar um domínio para certa keyword, mas sim todas as posições no motor de busca para essa keyword (para diferentes palavra-chaves e motores de busca de diferentes países), e com isto também permite marcar resultados como positivos, negativos e neutros.

Google Alerts

Esta tool é uma das melhores, por duas razões: primeira é grátis; segunda, monitora a palavra-chave que escolherem em web results, news, blogs e resultados de video. Assim, quando há uma nova menção online da keyword que escolher será notificado de imediato.

Mention

Esta ferramenta monitora a marca na web e redes sociais em tempo real com live updates.

Como fazer desaparecer resultados negativos do Google:

Registar o seu próprio domínio com as palavras chave que pretende fazer target:

Uma das primeiras coisas a fazer é registar o domínio com a sua marca ou nome e/ou possivelmente com a palavra-chave. Neste caso recomendo registar se possível os principais TLD.

Em cada um destes domínios deverá criar um website ou um blog, crie as páginas normais de um website ou blog como o “sobre”, “política de privacidade” e “contactos”.

Depois, deverá criar conteúdo ou artigos que contenham a palavra-chave que quer trabalhar (se for possível H1, H2 e no conteúdo), neste caso aconselho vivamente pelo menos 500-1000 palavras no mínimo. Deverá incluir imagens optimizadas com “alt tag” e se possível “media content”, como vídeos, por exemplo.

Criar conteúdo para websites com autoridade (Guest Posting)

Esta provavelmente será a forma mais fácil de inicialmente rankear para a palavra-chave que queira usar, por exemplo o seu nome ou marca + keyword, pelo simples facto que estamos a utilizar um website que já deverá possuir um “backlink profile” e com isso autoridade perante os motores de busca.

Procure blogs ou websites relevantes para o tópico/nicho da keyword que queira usar e tente contactá-los para ver se aceitam usar o seu artigo.

Web 2.0

Muito simples, são websites que nos permitem criar a nossa página e que podemos partilhar conteúdo, como por exemplo o blogspot, wordpress e tumblr. Normalmente alguns tem mais facilidade em rankear do que outros, segue-se uma lista dos que deve registar:

Deverá usar o seu nome ou keyword ou “nome+keyword” e o domínio da plataforma, por exemplo “nome+keyword.wordpress.com”

  • WordPress.com
    Blogspot.com
    Google Sites
    Buzzfeed.com
    Medium.com
    Tumblr.com
    Weebly.com
    Jimdo.com
    Skyrock.com
    Carbonmade.com

Cada um destes websites deverá ser preenchido o mais possível em termos de biografia, para que também aparece a sua marca ou nome.

Cada um deles deverá ter artigos que mencionam a palavra-chave.

Social Media Profiles

Social Media Profiles são as redes sociais que utilizamos hoje em dia como por exemplo o Facebook, mas neste caso iremos utilizá-las para ranquear no Google para a keyword que necessitamos.

Segue-se uma lista de redes sociais que deverão ser registadas.

  • Linkedin
    Crunchbase
    Facebook
    Angel.co
    Twitter
    Youtube
    Pinterest
    Instagram

Estratégias de Linkbuilding

Interlinking

Interlinking irá facilitar que apareçamos melhor posicionados no Google, contudo, deverão interlinkar da forma que irei explicar, pois não iremos criar links dos web 2.0 para os nossos websites ou perfis sociais.

Se conseguirem segurar links em guest posts em websites autoritários podem e devem linkar estes para o seu website com o vosso próprio domínio.

Interlink do seu novo website com o seu próprio para as redes sociais que irá utilizar, e, nestas, link para o seu website.

Guest Posts

Como mencionei anteriormente esta é uma forma excelente para aparecer no Google e criar links para o seu website simplesmente porque se for um website com conteúdo relevante e bom “backlink profile” irá ranquear para as palavras-chave que deseja só por si. Ao mesmo tempo, também passará autoridade através do link para o seu website, ajudando este também a ranquear.

Private Blog Network (PBN)

Também irei explicar algumas formas de “grey hat” e “black hat” para criar links para ajudar a criar mais autoridade.

Sim, “grey/black hat” é contra as boas práticas recomendadas pelo Google. Pode levar websites a serem penalizados e não-indexados, contudo… técnicas como estas funcionam bastante bem em web 2.0 e “social profiles” e é para isso que as vamos utilizar.

Uma Private Blog Network é uma rede de websites com autoridade (backlink profile) que é criada com o objectivo de criar links para diferentes websites com o intuito de ranquear melhor nos motores de busca.

Neste caso até podemos utilizar links do fiverr.com.-Não compre grandes quantidades de links, normalmente há packs de 30 domínios que devem chegar. Sim, normalmente estes websites são bastante spammy alguns até nem estão indexados, contudo, porque iremos linkar para os web 2.0 e “social profiles” não há problema. Se fosse para criar links para os nossos próprios domínios, aí a história já seria bem diferente. E não o recomendamos de todo.

Normalmente o que aconselho a fazer é um “ratio” baixo de “exact match anchor text” ou “partial match anchor text”. Por exemplo, em 30 PBNs as “anchors text” seriam cerca de 80-90% de url, “leia mais”, ”descubra mais”, ”clique aqui”, etc. Os restantes 10-20% seriam  “exact match” ou “partial”.

Não compre destes links para apontar para os vossos próprios domínios.

SAPE

SAPE é uma rede de websites russa, um pouco “dodgy”, contudo, alguns dos websites nesta “network” tem bastante autoridade e podemos alugar links bastante baratos destes websites para os nossos perfis.
Normalmente, 1 ou 2 destes links com “exact match” ou “partial match anchor text” por cada web 2.0 ou social profile é suficiente.

Atenção, analise o website em que vai comprar links, e veja o backlink profile também. Por duas razões, queremos que estes passem autoridade, contudo, por vezes, estes websites porque contêm a palavra chave que queremos trabalhar acabam por ranquear na primeira página do google para a nossa keyword.

Guia de Gestão da Reputação Online

As técnicas que expliquei neste texto já tive oportunidade de as testar e obter excelentes resultados, e é por isto que as estou a partilhar.

Uma das vezes que a utilizei, tinha uma campanha em que um era necessário limpar a primeira página para 3 palavras-chave, “nome de uma pessoa”, “nome de uma pessoa + keyword 1” e “nome de uma pessoa + keyword 2” para diferentes países, alguns dos artigos que ranqueavam na primeira página eram de páginas com uma grande autoridade e quem o fez também criou links para essas paginas para ainda ranquear melhor. Com estas técnicas fui capaz de limpar a primeira página.

Obviamente, que o número de perfis e links irá depender dos resultados negativos que aparecem na primeira página.

O SEO para mim é um desafio em que sei, à partida, que vou perder para os motores de busca. Mas até o dia em que deitarei a toalha ao chão irei somando pequenas vitórias em batalhas travadas através de conteúdo, links e brand awareness.