Meta Tags: O que são e como melhorar o SEO

A cada dia que passa fica mais difícil ranquear nos motores de busca e a necessidade de entender um pouco mais sobre SEO aumenta. Isso inclui as meta tags.

Mas o que são meta tags?

Muitas pessoas, inclusive as que trabalham com marketing digital, têm essa mesma dúvida.

Qualquer detalhe pode ser muito importante para melhorar o desempenho na SERP do Google. Mas nesse caso, se trata de um valioso recurso para o SEO e marketing de conteúdo.

Ficou interessado em saber como as meta tags podem te ajudar e qual a sua importância? Continue lendo.

O que são meta tags?

As meta tags são marcadores em formato HTML que traduzem o conteúdo de uma página para os motores de busca. Ou seja, permitem que o Google identifique o seu conteúdo mais facilmente.

Elas fazem com o que o Google encontre a melhor resposta para uma busca do usuário. Isso ocorre através de dados como o título, nome de autor, data e outras informações importantes.

A sua utilização traz uma vantagem competitiva para um bom posicionamento nas páginas de resultados do Google (SERP).

Então, é muito importante fornecer os dados mais relevantes para o buscador, como a palavra-chave, por exemplo.

Elas não são visíveis ao usuário numa página, mas é possível encontrá-las no código HTML.

Para isso, é só clicar com o botão direito do mouse e selecionar “exibir código fonte da página” no Google Chrome ou “ver código-fonte da página” no Firefox.

As meta tags estão no início do documento com a marcação <meta> ou <title>.

Qual a importância das meta tags para o SEO?

Vamos dizer que as meta tags facilitam e tornam o trabalho dos robôs mais rápido e fácil. Isso porque as marcações aceleram a busca pelas respostas mais relevantes para o usuário.

Elas estabelecem uma comunicação direta entre o seu conteúdo e os mecanismos de busca.

Dessa forma, as meta tags são elementos importantes para o SEO, já que trabalham no sentido de melhorar o ranqueamento nos mecanismos de busca.

Principais meta tags para SEO

Existem muitos tipos de meta tags, mas alguns são mais importantes para os mecanismos de busca e, consequentemente, para o SEO.

Vamos ver quais são.

Meta description

A meta descrição é o texto que aparece logo abaixo do título clicável nos resultados de busca.

Uma boa meta description pode atrair mais cliques e gerar mais resultados, o que é muito importante para a otimização e SEO do site.

Nesse texto você deve fazer um resumo do que ele vai encontrar na página, sempre com o objetivo de atrair o clique.

Apesar de não ter uma influência direta, é sempre bom utilizar a palavra-chave na descrição.

Ela deve conter entre 120 a 130 caracteres e nunca deve ser duplicada ou copiada.

Title Tag

A title tag é o título clicável que aparece nos resultados de busca do Google.

De todas as outras meta tags, a title tag ou SEO title é a mais importante para uma estratégia de SEO.

Ela também é visível para o usuário e impacta diretamente na classificação das pesquisas.

Sempre que você quiser ranquear no Google para uma palavra-chave específica, deverá criar uma página com uma title tag para cada uma.

A palavra-chave deverá constar na title tag o mais à esquerda possível.

Então, vamos supor que você está ranqueando para a palavra-chave SEO. A title tag “SEO: o que é e como usar” é melhor do que “O que é SEO e como usar”.

  • As melhores práticas quanto ao title tag são:
  • Utilizar, no máximo, 60 caracteres;
  • Evitar repetir a palavra-chave, use apenas uma vez;
  • Colocar a palavra-chave o mais à esquerda possível, o ideal é no início;
  • Não utilizar o nome da empresa nos títulos.

Meta keywords

As meta keywords foram muito importantes e utilizadas no passado, mas hoje já não são mais consideradas pelo Google.

Isso porque hoje em dia utilizamos as palavras-chave por página e por artigo, de maneira que cada artigo tem uma palavra-chave relevante. Sem a necessidade de guardar todas elas numa meta tag.

Além disso, elas nunca são exibidas para quem está realizando uma pesquisa, então não justifica a utilização.

Meta robots

Essa meta tag estabelece uma comunicação direta entre o seu site e os mecanismos de busca.

Através do meta robots o seu site pode indicar o que os robôs do Google ou de outro mecanismo de pesquisa realizem com a sua página.

Funciona através de comandos, como:

  • Index/Noindex: ativa ou desativa a indexação da sua página nos mecanismos de busca;
  • Follow/Nofollow: informa se os links devem ser seguidos ou não;
  • Noarchive: orienta o Google a não exibir a versão cache da página;
  • Nosnippet: instrui o mecanismo de busca a não exibir nos resultados a descrição da página.

Pode ver mais aqui sobre robots.txt.

Como usar as meta tags?

De maneira prática, como é possível inserir as meta tags no site?

Para quem utiliza o WordPress fica muito fácil e intuitivo alterar as meta tags citadas aqui no artigo, podendo fazer isso com o plugin Yoast SEO.

O Yoast SEO é gratuito e qualquer pode utilizá-lo. As configurações das meta tags são feitas individualmente por páginas e posts.

Em cada post ou página é possível adicionar uma palavra-chave, uma meta title e uma meta description.

Se você utiliza o Wix o ideal é fazer uma busca na Central de Ajuda, já que cada uma das etiquetas é configurada separadamente.

Já no Blogger você pode fazer isso por meio do painel de controle, em “editar HTML” que fica dentro de “design”.

As meta tags estão entre as tags de abertura e fechamento do elemento, por exemplo, entre <title> e </title>.

Cuidado com essas alterações tanto no Wix e, principalmente, no Blogger, que podem modificar as estruturas do site e gerar algumas complicações.

Caso não saiba fazer isso, entre em contato com um webmaster.

Conclusão

Pode parecer muito difícil entender e trabalhar com as meta tags, mas você deve ter em mente que elas ajudam a tornar o seu site mais otimizado para o Google.

Nesse artigo, você entendeu o que são as meta tags e sua importância no ranqueamento do Google.

Além disso, você tem condições agora de melhorar o posicionamento do seu site a partir disso.

A/B Teste em SEO

Uma das técnicas menos conhecidas em SEO é o teste A/B. O A/B teste em SEO traz mais tráfego e mais clientes a adquirir o seu produto ou serviço.

Já reparou que cerca de 50% das suas páginas e conteúdo recebe zero tráfego orgânico? É fácil sentir-se frustrado quando nos enquadramos neste intervalo, especialmente se executámos uma estratégia de SEO que esperavámos que funcionasse.

No entanto, muitas vezes, não precisamos de reavaliar toda a abordagem de SEO para começar a ver resultados. Em vez disso, você pode executar experimentos para determinar os ajustes de optimização necessários, sem ter que alterar todo o site e sem sacrificar os rankings que já tem.

A resposta?

Teste de SEO A/B.

Irei explicar porque é que o teste A / B é importante, os elementos de SEO que se podem fragmentar e várias técnicas que resultam em mais tráfego.

Vamos.

O que é A/B Teste em SEO

Os testes A/B pretendem testar duas ou mais variantes ao mesmo tempo, dividindo o número de utilizadores pelas duas (ou mais versões).

Teste A/B é um método de teste de design através do qual comparam-se elementos aleatórios com duas variantes, A e B, em que estes são o controle e o tratamento de uma experiência controlada, com o objectivo de melhorar a percentagem de aprovação.

Vale ressaltar que testes A/B são diferentes de testes multivariados. Testes multivariados testam mais de uma variável de uma vez só, enquanto testes A/B testam apenas uma variável (duas variações) de cada vez com o objetivo de escolher a melhor entre as duas.

O que o IA / B pode testar?

Existem vários elementos de SEO na página que podem formar a base dos seus experimentos A/B, como:

  • Meta títulos e descrições
  • Estruturas de URL
  • Manchetes (H1)
  • Chamadas à ação (formas, cores e texto dos botões)
  • Teste do botão CTA
  • Descrições de produtos
  • Imagens ou vídeos
  • etc
pasted image 0 15
Imagem da www.singlegrain.com/

 

Esse tipo de teste A / B de SEO permite determinar o comprimento ideal da descrição do seu produto antes de se comprometer a escrever 150 palavras extras para cada produto – sem saber se vale a pena.

O mesmo conceito aplica-se ao teste de divisão dos seus meta títulos e descrições. Pode simplesmente agrupar vários URLs em duas categorias – uma com a palavra “comprar” no meta título e outra sem – para ver se essa frase afecta as principais métricas de SEO (como CTR ou posição de ranking).

Ainda que CTR e rankings sejam, por norma, as métricas mais utilizadas, os testes A/B em SEO também podem ser utilizados para entender o impactos de projectos de SEO Técnico.

Caso prático

Na SEO Portugal utilizamos o Optimize para fazer os nossos testes. É uma ferramenta que aconselhamos. Além de gratuita, demora apenas alguns minutos (dependendo do seu nível de conhecimento dos produtos Analytics do Google ) a instalar.

Esta ferramenta de A/B testes é fasntástica, sobretudo porque permite construir rapidamente em editor as novas versões.

Na nossa página de Cursos de SEO notámos que muitos utilizadores saiam da página antes de fazerem qualquer leitura. Queriamos entender como responder às dúvidas dos visitantes da melhor forma possível.

Para isso construímos duas variantes.

Controlo

Variante 1

 

Variante 2

Qual consideram que foi a variante vencedora? Porquê?

Como saber o que testar?

Antes de partir logo para os testes, o mais importante de tudo é entender o que testar. Para isso é necessário descobrir problemas.

Aconselhamos muito a leitura do livro “Making Websites Win“. Este livro foi escrito pela maior agência de CRO (conversion rate optimization) do mundo. Eles explicam que ferramentas usar, quando usar e como implementar os resultados na sua empresa.

Entender o problema é o primeiro passo para qualquer teste. Realizar um teste sem saber exactamente o que estamos a medir ou a pretender atingir é meio caminho para investir recursos e dinheiro sem obter nenhum retorno com isso.

Fazer uma auditoria técnica de SEO é sempre um bom princípio. Depois, olhar para os dados da Google Search Console, Google Analytics e entender se há páginas ou grupos de páginas com pior desempenho.

Entender os sintomas e descobrir a causa antes de fazrer qualquer teste. Esse é o segredo.

Diferença entre o teste A / B para SEO versus CRO

De uma forma bem básica, os testes A/B para a CRO esperam que mais pessoas convertam enquanto estiverem na página, enquanto os testes A/B para SEO esperam dirigir mais tráfego para a sua página.

Os tipos de alterações que você faz para o SEO devem atrair os utilizadores nos resultados de pesquisa do Google, bem como o Googlebot que determina os rankings de busca de suas páginas.

Porém, CRO e SEO têm em comum as páginas do site. E um site que converta bem, terá mais ganhos em SEO. É difícil que CRO realize testes sem saber os impactos em SEO e vice-versa.

Nas grandes empresas, estas duas equipas trabalham sempre em conjunto.

Por exemplo, diminuir o Bouce Rate é da responsabilidade da equipa de CRO ou de SEO?

Ferramentas de teste A/B

Para realizar com eficiência um teste A/B recomendamos o uso de alguma ferramenta para ajudar você no processo.

Que outras perguntas ficaram por responder sobre A/B Teste em SEO?

Os Melhores Cursos de SEO para 2020

Melhores Cursos de SEO

Estes são os melhores cursos de SEO para este ano.

Preparámos esta lista dos melhores cursos de SEO baseando-nos nos feedbacks que encontrámos online. Se considera que há outros cursos que deveriam configurar nesta lista, deixe o seu comentário.

Investir dinheiro para fazer um curso de SEO é sempre uma decisão que precisa de ser ponderada. Não é fácil a decisão de investir dinheiro em algo que não sabemos se vai gerar resultados. Por isso, toda a informação é importante na hora de escolher em que curso de SEO investir.

Vamos então desvendar os cursos de SEO actualmente disponíveis em língua portuguesa.

Melhores Cursos de SEO

Melhores Cursos de SEO para 2020

Curso de SEO – SEO Portugal

Vamos deixar a modéstia de lado e colocamos o nosso curso de SEO no topo desta lista. Acreditamos na qualidade do nosso curso e o feedback tem sido muito positivo.

O nosso curso de SEO é focado em profissionais e mesmo o nível mais básico involve grandes componentes práticas e de imersão profissional no SEO.

João Filipe Pereira, SEO Manager da TripAdvisor, e Morino Neto, SEO Manager do IKEA, são os responsáveis pelo cursoo.

Pode increver-se aqui nos 3 níveis:

Para obter mais informações contacte info@seoportugal.net

Marco Gouveia

Segundo se pode ler na página do Marco Gouveia, o curso é “prático e intensivo”. “Tem como objectivo ilustrar a importância da otimização de websites para os motores de pesquisa como uma das componentes mais importantes dentro do Marketing Digital e dotar os participantes das ferramentas e processos mais eficientes para desenvolver esta arte de acordo com as boas práticas dos motores de pesquisa.”

Lisbon Digital School

Neste curso de 12 horas a escola garante: “aprenderá tudo o que precisa de saber sobre SEO – Search Engine Optimization, e como optimizar o seu website de maneira a que as suas páginas apareçam nos melhores resultados na pesquisa da Google”.

Galileu

Este curso tem como objectivos: “Dotar os formandos de conhecimentos em Search Engine Optimization. No final do curso, o formando deverá ser capaz de identificar e implementar ações de optimização em sites, com o objetivo de melhorar o seu posicionamento orgânico nos motores de pesquisa”.

Mirago

“O curso de SEO Online Gratuito foi desenvolvido para todas as pessoas que desejam iniciar no mundo do SEO (Search Engine Optimization). Trata-se de um curso básico para iniciantes”, pode ler-se no site.

Rock University 

“Após completar todas as aulas é necessário realizar uma prova de 60 questões em até 1h 30min. Alcançando 70% de acerto você irá receber um certificado nominal digital, com validade de 2 anos, atestando a realização do curso”.

Edit

“Este workshop de um nível introdutório procurará consubstanciar a compreensão e aplicação dos princípios básicos SEO – Search Engine Optimization e SEA – Search Engine Advertising.”

Esta é a nossa lista de melhores cursos de SEO. Deixe nos comentários outros cursos de SEO que considere que deveriam configurar nesta lista.

Aproveite e descubra blogs de SEO em em língua portuguesa!

Melhores formas de ganhar dinheiro online

ganhar dinheiro online

Ganhar dinheiro online está ao alcance de todos, mas não é para todos. A Internet possibilita hoje dezenas de formas de ganhar dinheiro.

É possível ganhar dinheiro online através da internet, mas nada cai no colo sem esforço e dedicação. 

Quando me perguntam como ganhar dinheiro na Internet, a minha resposta é simples, levem para o online as vossas melhores capacidades.

ganhar dinheiro online

Formas de Ganhar Dinheiro Online

1. Crie um e-commerce

Se tem um produto ou serviço, criar um site ou blog para vendas pode ser um bom começo.

Nem todas as áreas são bons nichos de negócio, haverá seguramente algumas áreas mais rentáveis que outras.

Além do mais, um e-commerce é uma excelente maneira de fazer dinheiro a partir de casa.

2. Seja Freelancer

Seja a escrever conteúdo, a programar, a dar consultoria… ser freelancer e vender os seus serviços e conhecimentos é uma excelente forma de ganhar dinheiro através da internet.

Há vários sites especializados em encontrar clientes para freelancers. registe-se nesses sites, como por exemplo, o Workana e ofereça os seus serviços.

Você também pode prestar serviços de consultoria, caso seja especialista em alguma área, como moda, finanças, desenvolvimento pessoal, etc.

A melhor forma de ganhar dinheiro online fazendo o que mais goste.

3. Crie um canal no YouTube

Há uma lista quase infindável de redes sociais. Mas o Instagram e o YouTube serão aqueles que neste momento são mais rentáveis para criadores de conteúdos.

Se você tem um canal do Youtube com uma boa audiência estabelecida, você pode vender espaço para anunciantes.

Depois de publicar muito conteúdo de qualidade para a sua audiência, comece a fazer alguns anúncios. Sem dúvida, esta esta no cimo da lista de formas de ganhar dinheiro extra rapidamente.

4. Programas de Afiliação

Programas de afiliados são óptimas maneiras de fazer dinheiro levando audiência para outras plataformas.

Escreva conteúdo sobre um produto ou serviço, insira um link para a landing page desse produto e receba uma comissão por cada venda feita.

5. Crie conteúdo para Web

O marketing de conteúdo é, sem dúvida, a mais importante ferramenta para criar relacionamento com os futuros clientes.

As marcas já perceberam o potencial do conteúdo nas redes sociais e também utilizam essa ferramenta para divulgar os seus produtos.

Geralmente as marcas contratam freelancers para criar conteúdo para o seu site e para as redes sociais, pois sabem que terão um bom retorno.

Se quer saber como ganhar dinheiro extra com marketing de conteúdo pode ler o nosso artigo no link.

Saiba mais sobre escrever conteúdo para outros sites e blogues.

6. Inscreva-se no Google Adsense

O Google Adsense é um dos sistemas do Google, que disponibiliza publicidade que pode ser inserida no seu blog. Quantas mais visitas tiver o seu blog, maior a hipótese de alguém clicar nos anúncios e você fazer dinheiro.

Para começar a usar o Adsense no seu site só precisa se se registar no site e adicionar os blocos dos anúncios no seu site ou blog.

7. Traduções online

Tradução de inglês para português são super comuns e bem pagas. Há muitos sites onde empresas procuram freelancers para este efeito.

Para fazer uma boa tradução é preciso dominar bem outro idioma. Em muitos casos, são exigidos certificados de aptidão linguística e/ou experiência.

8. Vender fotografias

Tirar fotografias e vender online. Esta é uma forma astuta de vender o seu prooduto.

A concorrência é muita, não basta tentar partilhar qualquer foto. Editar a imagem é requisito essencial. Catalogar e legendar também. Alguns sites são especializados em temas. Outros sites só se dedicam a fotos tiradas com telemóveis e a vídeos.

Disponibilizar as fotos em vários sites aumenta a exposição e a possibilidade de cada fotografia ser vendida mais do que uma vez. Por outro lado, há sites que exigem exclusividade e que até pagam mais por isso.

9. Vender na internet

Há quanto tempo não vai à sua arrecadação? Já viu a quantidade de objectos, roupa ou utensílios que tem lá amontoados? Sites como o OLX (www.olx.pt) e Custo justo (www.custojusto.pt) são uma boa oportunidade para por à venda os artigos que não utiliza e ganhar algum dinheiro.

Esta é, aliás, a resposta que costumo dar a quem me pergunta “como ganhar dinheiro rápido?”. Vender um bem é uma forma de fazer dinheiro rápido, mas não é escalável – pois os bens não são infinitos.

Veja aqui sites para venda online!

10. Trabalhar a partir de casa

Trabalhe a partir de casa. Seja porque está a pensar mudar de carreira ou porque tem algum tempo extra, esta é uma oportunidade legítima. Leia o nosso artigo sobre nichos e actividades onde pode facilmente fazer dinheiro trabalhando desde casa.

 

Espero que tenha gostado da nossa lista de ideias de como ganhar dinheiro online.

Trabalhar a Partir de Casa: 10 Formas de Ganhar Dinheiro Extra

trabalhar a partir de casa

Trabalhar a partir de casa é o sonho de muita gente. E a verdade é que há mil e uma formas de trabalhar a partir de casa. Hoje em dia, com acesso à internet, fazer dinheiro a partir de casa é muito mais simples. E é para todas as áreas… ou quase todas.

Os modelos de negócio é que podem diferenciar, mas é possível fazer quase tudo online.

Muitas pessoas que me abordam perguntam como trabalhar a partir de casa!

Tenho aqui algumas dicas.

Não pretendo ser exaustivo de todas as formas e feitios de fazer um dinheiro extra a partir de casa. Tentarei mostrar algumas ideias e conceitos que poderão ser aplicadas a todas as áreas.

Nem todas as tarefas que realiza no seu trabalho “tradicional” podem ser feitas remotamente. No entanto, a sua área profissional pode ser adaptada a uma actividade remota, podendo trabalhar a partir de casa se assim desejar: seja recebendo clientes/pacientes em sua casa, seja partilhando conhecimento através de webinars e formações.

Há profissões que basta adaptar e podem ser realizadas remotamente, outras teremos de ser mais criativos para o concretizar. Até ao dia de hoje, nunca me deparei com um profissional que não pudesse trabalhar – pelo menos – parcialmente a partir de casa.

Ideias de trabalho a partir de casa para ganhar dinheiro na Internet

Webinars

Se tem uma especialização ou se sente confortável para falar sobre um determinado tema ou área profissional, os webinars podem ser boas formas de fazer um dinheiro extra. Há várias plataformas de webinar disponíveis na internet, algumas com sistemas de pagamento já incorporado para que possa receber o seu dinheiro rapidamente.

Escrever e-books

Se não se sentir à vontade para falar para uma câmara, escrever os seus conhecimentos em e-books e vender online poderá ser outra das formas para trabalhar a partir de casa.

Ou então, até pode fazer os webinars e vender os seus e-books. Estaria a ganhar duas vezes.

Criar um blog/site

Crie um site e fale sobre a sua profissão ou venda um serviço. Saiba quais os nichos de mercado mais lucrativos da internet.

Seja criativo e junte duas ou três formas diferentes de vender os seus serviços. Utilize diferentes ideias e canais para aumentar a sua renda ao final do mês.

Consultoria especializada via Skype

Uma das formas mais rentáveis de trabalhar a partir de casa é dando consultoria especializada. Enquanto os webinars são mais genéricos e abertos a toda a gente, as  consultorias especializadas são mais focadas no cliente e por isso mais rentáveis para si.

Abrir consultório/escritório em casa

Outra opção é abrir um consultório ou escritório em sua casa, onde possa receber os seus clientes/pacientes.

É muito comum isso acontecer com cabeleireiras, modistas ou economistas. Mas nada impede outras profissões de fazer o mesmo.

Produção de conteúdos

Muitas empresas nacionais e estrangeiras procuram criadores de conteúdo em português. Esse conteúdo pode ser escrito, fotográfico ou de vídeo…

A demanda por conteúdo é gigante, mas a oferta também é cada vez maior. Quem melhor diferencia o seu trabalho é quem mais saída tem. É o chamado: Trabalho em casa online.

Há sites que aceitam guest posts. uns pagam pelos guest posts outros não. Mas se pesquisar por guest post poderá encontrar formas de conseguir um dinheiro extra sem sair de casa.

Traduções

Na partet doo conteúdo, há muitas empresas que necessitam de tradução e localização de conteúdo para efeitos de SEO.
Se dominar programas específicos para edição de imagem/vídeo, saiba que pode ser uma mais-valia para empresas de comunicação e marketing. Nos Estados Unidos, editores de imagem podem ganhar 36 mil dólares por ano. Se entrar neste universo, tenha, no entanto, em conta a concorrência de países como a Índia, onde há muitos profissionais na área que são pagos com um valor muito inferior.

As traduções profissioanis são projectos de elevada responsabilidade e por isso, bem pagos.

Voiceover

Continuando na língua portuguesa… não só de conteúdo escrito se faz a web. Há sempre anúncios para projectos de voz. Se gosta de rádio ou se tem experiência em locoção – ou se simplesmente se sente confortável a falar para um microfone – esta é uma excelente forma de trabalhar em casa e ganhar dinheiro.

Artes / Pintura / Artesanato

Para quem trabalha na área das artes, trabalho em casa é super comum. As exposições nem sempre decorrem em casa, mas o processo de concepção e de idealização bem que pode ocorrer numa qualquer cabana – num lugar paradisíaco.

Criar canal de YouTube

Não poderiiamos deixar de fora o YouTube (e/ou os podcasts). Famosos entre os mais jovens, o YouTube é uma espécie de rádio pirata dos tempos modernos. Uma câmera, um microfone e um cenário minimamente arranjado aliado a um conteúdo interessante é a base para o sucesso.

A monetização do canal é feito pelo YouTube com a venda de publicidade. Quanto mais visualizações, mais dinheiro.

Alojamento Local

Alugar a sua casa ou um quarto, ou até o sofá da sala… hoje em dia há plataformas para todos os gostos e feitios. O Alojamento Local é, porventura, uma das formas mais rápidas de fazer dinheiro com a sua casa.

Até pode alugar um quarto enquanto executa outros trabalhos a partir de casa. Aliando diferentes formas de renda.

Gamer

Se gosta de jogar online, ser gamer profissional pode ser um objectivo.

Todos os gamers gostariam de um dia poder ganhar a vida simplesmente jogando videogames. Nem todos serão milionários a jogar, mas há muitas maneiras de fazer dinheiro jogando online.
Outras oportunidades neste ramo é fazendo teste de jogos ou de apps. Com novas empresas a nascer e novos sites a abrir todos os dias, há quem procure pessoas fidedignas e isentas para testar os seus produtos. Não é um trabalho inteiramente sustentável, mas ajuda a complementar rendimentos.

Tem jeito para a costura ou tricot? Faz peças de bijutaria para oferecer a amigas? Pinta quadros que só recebem elogios? Se calhar está na hora de tornar estes talentos numa atividade mais sustentável.

Artesanato

Fazer artesanato consome muito tempo mas é também uma actividade muito prazerosa, quase terapêutica.

Pode vender os seus produtos online abrindo uma loja virtual ou, simplesmente, usando as redes sociais como o Instagram e o Facebook.

Pode também participar em feiras de artesanato. È uma excelente forma de promover o seu negócio e realizar vendas.

Cuidar de crianças

Ser ama é uma outra forma de ter um emprego a partir de casa. Cuidar de crianças é uma das mais antigas profissões domésticas.

É uma profissão de elevada responsabilidade e, por isso, costuma ser bem-paga.

Trabalhar a partir de casa em Portugal

portugal é um país pequeno e trabalhar a partir de casa em Portugal não é tão rentável como em outros países.

Mas há sempre soluções.

Tente expandir o seu público-alvo para outros mercados de língua portuguesa ou então utilize o facto de falar português para vender os seus serviços para empresas que precisam de pessoas nativas de Portugal.

Para aprender como melhor actuar na internet e vender os seus serviços aconselhamos a leitura  dos melhores blogs de marketing de língua portuguesa.

Trabalhe a partir de casa e seja mais livre nos seus horários e mais flexível na sua vida.

7 Factores de Ranqueamento para 2020

ranking factors 20202 seo

As procuras por factores de ranqueamento em SEO atingem máximos. E nada melhor do que fazer um apanhado de boas práticas antes de começar o novo ano.

Aparecer nas primeiras posições  do Google é cada vez mais importante – uma vez que o motor de busca da gigante americana aposta cada vez mais em resultados pagos e em resultados da própria empresa. Um escândalo que nenhuma autoridade teve ainda coragem de travar.

Alcançar o primeiro resultado orgânico não é um trabalho fácil. É preciso entender o Google e depois convencer chefes e gestores sobre a melhor estratégia.

O Google tem mais de 200 factores de ranqueamento! É impossível trabalhar todos, então temos que nos focar nos maos importantes. Se tiver curiosidade tem aqui uma lista antiga de todos os factores.

Factores de Ranqueamento para SEO em 2020

Conteúdo optimizado

Conteúdo optimizado há muito que não tem que ver somente com palavbras-chave. O algoritmo de busca do Google tenta entender se as palavras de proocura estão no conteúdo, mas também tenta entender a intenção da procura.

Pense que informação o utilizador está à espera de encontrar e providencie o máximo de informação possível, da melhor forma possível. Esta melhor forma pode passar por muito mais do que texto corrido. Pode ser:

  • Tabelas
  • Vídeos
  • Infográficos
  • etc

A quantidade de informação importa, mais do que o tamanho do texto. O Google interessa-se e valoriza mais conteúdos de qualidade e extensos – que respondam na totalidade às expectativas dos utilizadores.

Velocidade de carregamento

Com o mundo a mover-se no sentido dos dispositivos móveis, a velocidade de carregamnento da página é um dos principais factores de SEO. O Google está sempre em busca de aprimorar a experiência do utilizadore, por isso tende a mostrar primeiro os sites que carregam mais rápido.

Use o Page Speed Insights, ferramenta gratuita do Google, para medir a velocidade da sua página. Se o tempo de resposta for acima de 3 segundos, considere fazer optimizações no seu site.

Olhe para as imagens do seu site. Evite utilizar ficheiros png. Imagens em formato Webp podem ser uma forma interessante de optimizar as suas imagens. Confirme os ficheiros css e JavaScript. É possível optimizá-los? Tem ficheiros quebrados ou que podem ser eliminados?

Responsividade

Mas não é só da velocidade que se vive do mobile. Ter um site compatível com dispositivos móveis é fundamental para ranquear no Google. Há ainda muitos sites que não estão preparados para dispositivos móveis ou que têm páginas separadas. Tente corrigir essa situação sempre que possível.

Outro erro comum é esconder na versão mobile conteúdo e código essêncial que existe em desktop. O Google analisa a maioria dos sites com o bot mobile. Se há partes do site que não aparecem em mobile o Google irá prejudicar os seus resultados.

Mais de metade do tráfego da web tem origem em dispositivos móveis, seguido por desktop (que já só representa cerca de 40%) e tablet (10%).

Não basta somente ter um site amigável para mobile; é importante que o redimensionamento seja inteligente para caber automaticamente no ecrã do dispositivo, que as fontes utilizadas sejam em tamanho que facilite a leitura e que o conteúdo não seja ocultado por anúncios ou popups complicados de fechar.

Links

Ter links em outros sites a apontar para o seu continua a ser importante, sobretudo se o seu site entrar na categoria YMYL: sites de finanças, e-commerce, noticias, saúse, etc…

A autoridade da página é uma combinação de conteúdo de qualidade, links internos e backlinks: também conhecido por E-A-T.

Pode utilizar o GSC para ver os links que apontam para o seu site. Ou então, utilizar o SemRush ou o AHREFS.

Os links são factores cruciais para o ranqueamento no Google. Construa um conteúdo com links internos e externos e desenhe uma estratégia para conseguir backlinks em sites de qualidade.

Google Featured Snippet

Além dos resultados pagos, dos resultados do próprio Google, o motor de busca também dispara Featured Snippets. Uma espécie de caixa com parte do texto como resultado de uma procura. É a chamada “posição zero”, ocupada geralmente por listas, receitas, tutoriais e tabelas. Para conseguir esse lugar, você precisar responder perguntas, formatar correctamente os títulos, fazer listas ou tabelas.

Apostar nessa estratégia pode resultar em mais tráfego devido à melhoria do CTR.

Trabalhe a sua Marca

Vários estudos demonstram que quanto mais pessoas procuram pela sua marca e entram no seu site directamente melhores são os seus rankings e resultados de SEO.

Ao mesmo tempo, quanto melhor as pesoas conhecerem a sua marca, mais facilmente verá as suas páginas partilhadas nas redes sociais. Ou seja, uma boa de neve de b ons sinais para o Google.

O motor de busca percorre constantemente a web à procura de ver o que as pessoas dizem da sua marca. Quanto melhor for a sua reputação online, melhor serão os seus rankings.

Usabilidade

optimizar o seu site para conversão: seja compra, tempo de leitura, clique num determinado link ou a visualização de um vídeo. Independentemente do seu objectivo, tenha a certeza que facilita a vida ao utilizador, para que ele seja capaz de alcançar o objectivo final.

Esta técnica de SEO para blogs tem a ver com a experiência do utilizador dentro do site. Esse fator de ranqueamento é medido por três índices: visualizações de página, taxa de rejeição e tempo de permanência.

Visualizações de página

Número de vezes que uma página foi acedida. A cada vez que um mesmo utilizador entra na página, é contada uma nova visualização.

Taxa de rejeição

A rejeição é quando um utilizador entra na página e sai em seguida, sem clicar em lugar algum. O cálculo da taxa é feito dividindo as sessões de página única por todas as sessões.

Tempo de permanência

É o tempo médio que os utilizadores ficam em uma página específica. Este indicador está bastante ligado à experiência do utilizador.

Básicos de SEO

  1.  Keyword no URL da página – Utilizar a palavra-chave principal no URL e nos breadcrumbs da página é importante para que Google e utilizador entendam que página estão a visitar.
  2. ccTLD correcto – Se está em Portugal e o seu público-alvo está em Portugal, então utilize um site .pt, mas se o público for brasileiro e quiser ranquear no Brasil deverá utilizar um domínio .com.br. Sites internacionais poderão utilizar .com
  3. Palavra-Chave no Título – ter a palavra-chave o mais à eaquerda possível no título continua a ser uma boa prática e um dos factores de ranqueamento.
  4. Optimizar Alt text – As imagens deverão ter alt text descritivas e com keywords.
  5. Conteúdo verdadeiro e de confiança – Cite estudos, outros sites, outras pessoas… mostre que o que está a dizer pode ser comprovado. Partilhe o máximo de informação possível com o máximo de fontes possíveis quando estiver a escrever sobre um tema.
  6. Internal linking –  Qual a relação entre as páginas do seu site? Ter uma boa estrutura de links ajuda o Google e o utilizador a melhor navegar no seu site e a melhor entender a relação entre páginas e temas.
  7.  HTTPS – O protocolo de segurança é uma mais-valia tanto para o utilizador como para os seus rankings no Google.

E procuras por voz?

As pesquisas por voz estavam na lista de foco para 2018 e 2019, mas a indústria tem mostrado que o valor deste segmento ainda não compensa o investimento.

Aqui deixo um artigo porque acho que não nos devemos preocupar com pesquisas por voz, por enquanto…

 

Realize A/B testes e saiba que factores afectam mais o seu site!