Featured Snippets: O que são e como ranquear?

Primeiro, o que são Featured Snippets? Os Featured Snippets são aqueles resultados em forma de resposta que surgem, geralmente, no topo dos resultados orgânicos do Google.

Quando um utilizador faz uma pergunta na Pesquisa Google, o Google decide se apresenta – ou não – um resultado da pesquisa em um bloco de snippet em destaque (featured snippet) especial no cimo da página de resultados.

Esse bloco de snippet em destaque inclui um resumo da resposta, extraído de uma página da Web, além de um link para a página, o título da página e o URL. Pode ainda conter uma imagem, extraída – ou não – da mesma página web.

Um snippet em destaque pode ser parecido com este exemplo na página:

Featured snippet in search results

Tipos de Featured Snippets

Existem quatro tipos principais de Featured Snippets:

  1. Parágrafo (uma resposta é dada no texto). Pode ser uma caixa com texto dentro ou uma caixa com texto e uma imagem dentro.
  2. Lista (uma resposta é dada na forma de uma lista)
  3. Tabela (uma resposta é dada em uma tabela)
  4. Vídeo (O Google dispara um vídeo do Youtube que começa exactamente no segundo em que o utilizador irá encontrar a resposta à sua pergunta)

Snippets ou caixas de resposta

Segundo um estudo do Ahrefs sobre Feauted Snippets (que eu, aliás, recomendo que se leia), 99,58% das páginas em destaque já estão no top 10 do Google.

Então, se já está a ranquear bem para as consultas de pesquisa relacionadas, tem chances muito boas de ranquear na caixa de destaque.

words trigger featured snippets

Por outro lado, a Getstat afirma que 70% dos snippets vieram de sites fora da primeira posição orgânica. Portanto, é necessário que a página esteja a ranquear entre as 10 principais, mas não é necessário que seja a # 1 para ser Featured Snippet.

A great example of a table snippet

Não é novidade que o site com maior destaque é o Wikipedia.org. Se houver a Wikipédia em destaque para a sua consulta de pesquisa, pode ser extremamente difícil superar isso – mas isso não significa que não deva tentar.

Por fim, de acordo com a análise realizada, os seguintes tipos de consultas de pesquisa obtêm resultados com mais frequência:

    • Processos de bricolage
    • Saúde
    • Financeiro
    • Matemático
    • Requisitos
    • Status
    • Transitório

O estudo da Ahrefs, com link em cima, expande a lista de tópicos populares com as suas palavras mais frequentes que aparecem nos snippets em destaque.

Palavras que disparam Featured Snippets

Os seguintes tipos de consultas de pesquisa geralmente não possuiam caixas de resposta. Mas o Google tem vindo a mudar isso:

    • Imagens e vídeos
    • Local
    • ComprasFeaturedSnippet_2.png

Responda a perguntas

Primeiro, responder a perguntas é realmente importante. Antes de mergulharmos nas técnicas de optimização, vamos falar sobre como responder a perguntas.

Se o seu conteúdo não responder a perguntas, ele não entrará no featured snippet. Isso é tudo que precisa saber. Actualize o seu conteúdo e explique tudo bem explicado com o máximo de informação possível.

Em suma, os algoritmos do Google encontram a página que parece responder melhor à pergunta do utilizador. Essa página é exibida no snippet para facilitar a vida do utilizador.

É por isso que você precisa entender as perguntas que seu público-alvo está fazendo.

Optimizar para Featured Snippet

Antes de responder a perguntas temos de saber que perguntas os utilizadores andam a fazer.

Tanto o Semrush como o Ahrefs têm uma base de dados extremamente alargada com a identificação de que palavras-chave estão a disparar featured snippets. Se para o sue mercado/negócio estas ferramentas não estejam a fazer uma procura pro-activa, pode sempre colocar as suas próprias keywords nas ferramentas e ver quais estão a disparar caixas destacadas.

Depois é criar conteúdo que responda o melhor possível a essas perguntas.

Atenção!

Se o Featured Snippet for uma tabela, o conteúdo principal do seu texto deverá ser uma tabela. Se o featured snippet na SERP do Google for um parágrafo, então a resposta às perguntas devem estar em forma de parágrafo no seu site.

E assim sucessivamente.

O Google está sempre a testar novas formas de featured snipptes. É uma questão de manter sempre um olho na página de resultados.

Porque ter um Snippet?

Você pode estar a questionar-se: devo preocupar-me em ter um Snippet ou focar os meus esforços para ter o primeiro lugar?

A resposta é: os dois!

CTR

O CTR do Feauterd Snippet (também conhecido como psição zero) tende a ser menor que o CTR da posição #1. Se ranquear bem na SERP tem maior hipótese de ranquear no Featured Snippet.

Se ranquear em #1 e no featured snippet terá cerca de 50% de hipótese de ter um clique para o seu site.

Autoridade máxima

Um dos principais factores ao se conquistar um Featured Snippet é a credibilidade que o seu site ganha. Afinal, o Google considerou-o como a melhor resposta para a dúvida do leitor.

É como se o Google dissesse para quem fez a procura: “Essa é a melhor resposta/definição! Esse site sabe do que fala”.

Saltar nas SERPs

Se não conseguir ranquear em #1, pode sempre ranquear na posição zero. Pode estar a rankear em nono e ter o seu post acima do primeiro resultado orgânico.

Excelente, não é?

Os Featured Snippets podem ser a forma mais fácil e rápida de ascensão nas páginas de resultados do Google.

Featured Snippets ajudam na pesquisa móvel e por voz

Os dados são do Google: O tráfego de pesquisa para mobile ultrapassou o tráfego de computadores, em todo o mundo.

E com o crescimento de assistentes digitais activados por voz, mais pessoas estão a realizar consultas de voz. Nesses casos, o formato tradicional “10 links azuis” não funciona tão bem, tornando os featured snippets um formato especialmente útil.

O Google diz que “é claro que continuamos a mostrar listagens regulares em resposta a pesquisas junto com trechos em destaque. Isso porque os snippets em destaque não são uma fonte exclusiva de informações. Eles fazem parte de um conjunto geral de resultados que fornecemos, fornecendo informações a pessoas de uma ampla variedade de fontes”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *