Press Releases em SEO – Resposta para o novo Google Penguin?

É oficial: Penguin is now part of our core algorithm! Ou seja, quando o Google indexar uma página irá logo ter em conta o número de links externos e internos que apontam para essa mesma página.

Para quem trabalha em SEO isso significa conseguir que mais (e melhores) websites “linkem” para as suas páginas. Os Press Releases em SEO serão a resposta?

Sobre esse tema sugiro a leitura destes dois textos “Autoridade de página” e “Autoridade do domínio“.  Está explicado a importância da “autoridade” e/ou “relevância” das páginas para os motores de busca.

A autoridade de um domínio é construída com base na relevância de antigos conteúdos e, assim como um bom vinho, melhora com o tempo. A Autoridade de Domínio é um dos indicadores da reputação que um domínio possui e é calculada basicamente pela quantidade e pela qualidade de links que um site recebe.

Com links em sites com elevada autoridade a encaminharem fluxo para o nosso website, as nossas páginas acabam por receber um pouco dessa mesma autoridade.

Daí a importância de ter links em sites de confiança a apontarem para o nosso. Ou seja, a importância de ser fazer “link building“.

Como conseguir, então, que outros sites escrevam sobre o nosso e insiram links? Identifico três meios primários: Conteúdo, Abordagem/Outreach e Relações Públicas (Press Releases).

Há também a possibilidade de se fazerem redes privadas de blog (os chamados PBN), mas deixo essa estratégia de fora deste artigo por ter bastantes riscos associados.

Conteúdo

Se tivermos bom conteúdo no nosso site é mais provável que alguém fale sobre isso. Há então mais probabilidade que alguém mencione um artigo/blogpost que tenhamos publicado no site e que insira um link para a nossa página.

O que é um bom conteúdo? Essa é a pergunta de um milhão de euros. Resumindo é um conteúdo que os seus leitores/visitantes gostem de ler. Saber o que os seus visitantes gostam é um processo, muitas vezes, de tentativa/erro.

Outreach

Outreach é, basicamente, contactar alguém para que fale sobre o seu site/conteúdo e, no melhor dos cenários, coloque um link para o seu site. O outreach pode ser feito com o conteúdo que publica no seu site (ver Conteúdo), mas pode também pode e deve ser feito com dados e conteúdo “exclusivos” para que outros tenham interesse em escrever sobre eles.

Sabemos igualmente quão valioso é o tráfego que vem de outros sites para o nosso, sejam blogs, sites de notícias ou redes sociais.

Press Releases

As Relações Públicas e o envio de notas de imprensa continuam a ser uma forma eficaz de fazer linkbuilding. Ainda que há muito se diga que os Press Releases são uma prática em extinção.

Não só estão mortos como podem ser optimizados para SEO: “Quick tip: Adjust Your Press Release for SEO“.

Os sites de notícias costumam ter elevada autoridade. Conseguir um link nestes sites é algo muito desejável.

O chamado “press release link building” é “desconsiderado pelo Google”. O motor de busca não dá o mesmo valor aos links em sites de notícias, sobretudo se o conteúdo for duplicado.

O segredo passa por entregar press releases distintos a segmentos distintos. Adapte o conteúdo conforme o meio a que está a enviar.

É possível conseguir links em sites de notícias?

A resposta é “sim”. Recentemente fiz uma análise aos resultados de dois anos de trabalho com um cliente cuja presença é global, ainda que para estes resultados só esteja a contabilizar três países.

No segundo ano, reforcei a estratégia de Relações Públicas. No total, enviei 19 press releases, mais 11 do que no ano anterior.

Depois de perceber o que funcionava melhor para cada um dos países, no segundo ano os resultados foram extremamente animadores: mais 310 publicações (393 no total) que no ano anterior.

Obviamente nem todos estes “placements” foram em sites com elevada autoridade. Ainda assim, com 19 press releases consegui 55 sites de referência a publicá-los. Se no primeiro ano a taxa de publicação por parte de sites com autoridade era de 1,7%, no segundo ano esta percentagem subiu para os 2,7%.

Ao todo, foram conseguidos 156 links, mais 136 que no primeiro ano. Também aqui cresceu a percentagem de sites a aceitar linkar de volta: 24% no primeiro ano, 39,7% no segundo.

Nos sites com mais autoridade notou-se, porém, maior dificuldade em conseguir links de volta: no primeiro ano 55,6% dos sites com autoridade que decidiram publicar o press release linkaram de volta, mas no segundo ano a percentagem diminuiu para 43,6%.

Outra da análise feita incidiu sobre os sinais sociais (likes, comentários, retuites, partilhas…) com origem na publicação desses press releases. No primeiro ano registei 9463 sinais, já no segundo ano este número subiu para 40274.

Sem surpresa, também o tráfego directo conseguido através da publicação das notas de imprensa sofreu melhorias: 1440 visitas no primeiro ano para 5079 no segundo.

Esta parece-me ser a prova de que – pelo menos para já – os press releases continuam a ser uma boa forma de obter links e citações (que até podem ser usadas nas campanhas de PPC).

Queria ser Jornalista, mas fugi para o Marketing e dei por mim a trabalhar como SEO. Em agência ou in-house, já trabalhei com projectos do Spotify, Telepizza, Amazon, Hostelbookers, Hostelworld, 360imprimir ou EF Education First. Sonho um dia ainda voltar a Portugal e viver do Marketing Digital. Fundei a SEOPortugal para ajudar a divulgar o SEO e partilhar algum conhecimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *